Gastrite Erosiva – o que é, cuidados e tratamentos

É o tipo de gastrite mais agressiva que existe. A inflamação nas paredes do estômago é mais intensa e pode provocar lesões nas partes mais internas do estômago, causando úlceras e hemorragias. As causas para gastrite erosiva podem ser excesso de remédios anti-inflamatórios como aspirina e ibuprofeno, alcoolismo e consumo exagerado de café com estômago vazio.

Homem com as duas mãos em cima do estômago simulando sensação de dor

Gastrite Erosiva tem Cura?

Sim, mas para isso é necessário uma mudança de hábitos. Por se tratar de um caso mais sério de gastrite é necessário acompanhamento médico para conhecer o melhor tratamento somado com uma dieta apropriada. Uma dieta de alimentos integrais, rica em frutas, vegetais e verduras é o mais indicado por nutricionistas no tratamento da gastrite crônica. Evitar o consumo de álcool também é recomendado para impedir o surgimento de úlceras no estômago.

Mão segurando copo com cerveja e cigarro aceso

Para saber qual é o tratamento mais adequado para o seu caso de gastrite é necessário consultar um médico gastroenterologista e descobrir qual é o seu tipo de gastrite. Você também pode já incluir hábitos na sua vida, para que os sintomas da gastrite erosiva sejam mais brandos.

O que posso fazer para tratar a minha gastrite erosiva?

Procure sempre evitar uma alimentação pesada, como frituras, refrigerantes, excesso de açúcar e cafeína. Corte a bebida alcoólica e substitua esse hábito pelo consumo de chás. Chás são extremamente benéficos para o estômago e dependendo da planta pode aliviar os sintomas da gastrite erosiva. O chá de espinheira santa por exemplo tem propriedades regenerativas para a mucosa do estômago e alivia os sintomas como dor e desconforto. O chá de alecrim e camomila são calmantes e digestivos.

Procure também inserir os alimentos abaixo na sua dieta para uma melhora dos sintomas:

  • Alimentos integrais, evite a farinha branca;
  • Alimentos lights, o açúcar pode piorar os sintomas de gastrite;
  • Frutas não ácidas, pode substituir o limão e a laranja por lima, que é uma fruta de sabor parecido mas sem a acidez. Inclua a maçã também, a maçã tem propriedades boas para o estômago;
  • Temperos naturais são ótimos para substituir alho, cebola e vinagre na hora de temperar a salada. Evite sempre a pimenta;
  • Sucos verdes são ótimos para a dieta da gastrite, desde que não tenha limão.

Círculo composto por pães e massas, frutas e verduras, derivados de leite e carnes brancas

Para uma melhora definitiva consulte um médico e descubra a causa da sua gastrite e como melhora-lá. Conheça abaixo alguns dos principais tipos de gastrite erosiva.

Gastrite Erosiva Plana Leve de Antro

A gastrite erosiva plana leve de antro é quando a gastrite está em um estágio pré úlcera e precisa de tratamento imediatamente. Apesar de já ter lesões na região do antro do estômago – a parte mais baixa do órgão – elas ainda são tratáveis. Esse estágio, apesar de ser perigoso apresenta buracos leves, que não estão nas camadas mais internas do estômago. É necessário ter cuidado nesse estágio da gastrite, pois os ácidos estomacais podem corroer ainda mais as paredes do estômago e causar sangramentos. Evite automedicação e alimentos industrializados. Coma somente frutas e verduras bem higienizadas e dê preferência para chás no lugar do café.

Gastrite Erosiva Antral

A gastrite erosiva pode afetar todo o estômago ou apenas uma parte dele. Quando ela é antral significa que a gastrite atingiu a porção inferior do órgão, que faz contato com o intestino delgado.
A gastrite erosiva antral é a inflamação da região de baixo do estômago e a possível corrosão desta parte, resultando em hemorragias, dores fortes e perda de apetite. Se não tratada corretamente pode levar a casos cirúrgicos.

Gastrite Erosiva Antral Moderada

A gastrite erosiva antral moderada é a corrosão mais séria das paredes do antro estomacal. É necessário acompanhamento médico e em casos mais graves intervenções cirúrgicas. Requer também uma maior atenção com a dieta e a intervenção em hábitos que pioram a gastrite. Cigarros, cafés, bebicas alcoólicas, alimentação pesada são fatores que pioram a erosão da mucosa estomacal.

Gastrite Erosiva com Metaplasia Intestinal

A gastrite erosiva com metaplasia intestinal é uma complicação da própria gastrite que resulta em alterações na mucosa do estômago. A metaplasia em si é a alteração reversível do tipo de célula da mucosa. Não é necessário operar nestes casos, porém é necessário um acompanhamento médico, pois a metaplasia pode evoluir para um câncer. É necessário o tratamento para que a metaplasia seja revertida e a mucosa do estômago volte ao normal. Este tipo de gastrite deve ser tratado rigorosamente, pois há o risco de câncer, portanto buscar uma dieta leve é fundamental para tratar desta doença.

 

Fontes:

http://www.scielo.br/pdf/abcd/v25n2/07.pdf

http://www.saude.campinas.sp.gov.br/Orientacao_nutricional_para_Gastrite_FO1227.pdf

http://www.hucff.ufrj.br/42-gastroenterolociente

Deixe uma resposta